Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Malik, uma outra forma de poesia

Malik, uma outra forma de poesia

29
Set20

O livro

Malik

 

olivro2.jpg

 

 

És o livro que não me canso de ler

a cada nova leitura mais e mais revelação,

em ti continuo a aprender

lições de amor e paixão;

 

Nessas páginas por mim tantas vezes percorridas

como é bom encontrar novos caminhos,

quero o teu livro em mil vidas

serão todas coloridas

com os tons dos teus carinhos;

 

É para mim prazer garantido

revisitar a obra que és, perfeita,

com excitação é aberto o livro

dizes-me que tudo faz sentido

quando a volúpia é eleita;

 

O amor não tem estação

nem semana, hora ou vez

cada dia a ocasião

de em jogo de sedução

amar como da primeira vez;

 

Este livro não tem fim

teus olhos nos meus

eu em ti, tu em mim.

 

 

Malik

 

 

28
Set20

Tu és mais

Malik

 

tuésmais1.jpg

 

 

Tu és mais.

Tu és muito mais...

És a minha força quando estou fraco,

és luz que ilumina o meu ser,

és poema, livro, canção,

és tudo o que um homem quer...

 

Tu és mais.

Tu és muito mais...

És o poema que me delicia,

és o livro que devoro,

és a canção que me encanta,

és a mulher que um homem quer...

 

Tu és mais.

Tu és muito mais...

És a musa inspiradora,

és o fogo que me sacia a sede

és quem me leva ao paraíso,

és a amante que um homem quer...

 

Mas tu és mais.

Tu és muito mais!

 

 

Malik

 

 

27
Set20

Esbelta e bela

Malik

 

esbeltaebela1.jpg

 

 

Manhã de verão, calor a espreitar

vontade súbita para caminhar,

subindo e descendo por trilhos do campo

deparei-me com ela, visão de encanto;

 

Esbelta e bela, olhar penetrante

de linho vestida, quadro deslumbrante,

lábios de veludo, mãos d’algodão

afagando uma pomba com o coração;

 

Olhei-a sorrindo, sorriu com o olhar

vi um convite para me aproximar,

beijei-a na face que ficou com rubor

senti o desejo de falar de amor;

 

Saltei o desejo e pus-me a pensar

seria o universo a conspirar?

Tanta beleza, sem princípio ou fim

felicidade destinada a mim?

 

De repente acordei com um galo a cantar

as festas da aldeia iam começar,

pedi ao meu Anjo p’rá voltar a encontrar

virei-me p’ró lado e continuei a sonhar...

 

 

Malik

 

 

25
Set20

Cetim

Malik

 

cetim1.jpg

 

 

Tu foste o mais belo erro de amor

que a vida me ofereceu,

mistura de gelo e calor

de desejo arrebatador

que com fulgor nos prendeu;

 

Foste a musa inspiradora

do perfeito no meu peito,

uma força criadora,

paixão devastadora

que sem jeito, arrasou o nosso leito;

 

Emoções em turbilhão

sentimentos a gritar,

verdadeiro furacão

loucura que virou lição

que a vida me quis dar;

 

Saíste sem falar do fim

a nostalgia paira no ar,

levaste um pouco de mim,

o nosso ninho em cetim

para sempre vou lembrar.

 

Malik

 

 

23
Set20

Fica em mim, agora

Malik

 

ficaemmim,agora1.jpg

 

 

Preciso de ti agora.

Não como precisei ontem,

não como vou precisar amanhã,

agora... preciso de ti neste momento...

 

Fica comigo esta noite...

fica em mim, dentro e fora... em mim...

 

Que importa o amanhã se não estás agora?

Sinto que tenho de te sentir... agora,

sinto que me queres sentir... agora,

não como outrora, não...

de uma outra forma, bem mais profunda... agora.

 

E fica, sim fica em mim, fica em nós... agora,

e nunca, nunca mais sairás de mim...

Nunca mais irás embora...

 

Fica em mim, agora.

 

 

Malik

 

 

22
Set20

Outono

Malik

 

Outono3.jpg

 

 

Respira-se melancolia

não tem nada que enganar,

já é mais pequeno o dia

pressente-se a nostalgia

é o outono a chegar;

 

O sol perdeu vigor

o orvalho regressou,

a floresta mudou de cor

sem a arte de um pintor

e a temperatura baixou;

 

As árvores vão-se despindo

sem reservas ou pudor,

de nudez se vão vestindo

seus corpos vão exibindo

como quem se abre ao amor;

 

O cheiro a terra molhada,

o bailado das folhas no vento,

tela em tons de amarelo pintada

por uma alma bem amada

que assim parou o tempo.

 

 

Malik

 

 

21
Set20

A correr

Malik

 

acorrer2.jpg

 

 

Correndo por entre os carros

que não param de buzinar,

mais um dia a stressar

em movimentos mecanizados;

 

Que droga de vida esta

em que o tempo é o senhor,

sem prazer, sem sabor

onde se perdeu a festa?

 

Ouvem-se palavras vazias

de emoção ou sentimento,

corre tudo contra o tempo

ninguém busca as alegrias;

 

Para quê tanta cegueira

tanta surdez e mudez,

satisfação outra vez?

Nunca, com tanta canseira;

 

Parei e olhei o céu

lindas nuvens a passar

ouço um pássaro cantar,

uma joaninha no chapéu;

 

Por uns segundos pensei...

 

Sem sabor, sem saber,

já nem sei o que é viver...

 

 

Malik

 

 

19
Set20

De amor nua

Malik

 

deamornua2.jpeg

 

 

De amor nua

bailando na brisa

que teima em passar,

é filha da rua

maior poetisa

que sabe ensinar;

 

Cabelos ao vento

acorda dorida

de tanto dançar,

é o desalento

da alma sentida

que a faz soluçar;

 

Um raio de luz

calor do universo

para a consolar,

vida de cruz                                    

caminho incerto

para onde rumar?

 

 

Malik

 

 

16
Set20

Ninguém gosta de sofrer

Malik

 

ninguemgostadesofrer2.jpg

 

 

Ninguém gosta de sofrer.

Esse travão que é a razão,

nas coisas do coração,

não devia acontecer;

 

Mas porque um dia doeu

agora há que ter medo

mas amar não tem segredo,

quem não amou não viveu!

 

Há que pegar nos bocados

desses sonhos retalhados

e casá-los bem casados;

 

Não se pode desistir

ou parar de acreditar

e nunca, nunca...

deixar de sonhar...

 

Vou dispensar a razão,

vou mandá-la bugiar

vou abrir o coração

nem que seja a uma ilusão

mas eu vou voltar a amar!

 

 

Malik

 

 

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Calendário

Setembro 2020

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub